Cor.Sync Point of Care é a vencedora do Empreenda Saúde 2020
sexta-feira, 13 Novembro, 2020

Solução para diagnóstico de infarto em atendimentos de emergência hospitalar foi escolhida entre as mais de 460 startups inscritas este ano. Recebeu como prêmio R$ 50 mil, um pacote de mentoring da everis e a oportunidade de participar da final global dos prêmios everis, no final de novembro, e da everis talent week no primeiro semestre de 2021
 

A fundação everis, instituição que apoia e promove o empreendedorismo por meio de atividades em diferentes esferas da sociedade, anuncia que a Cor.Sync Point of Care é a ganhadora do Prêmio Empreenda Saúde 2020 desse ano. A startup foi escolhida entre mais de 460 inscrições e concorreu na final com as soluções ArchiMotu, ART - augmented reality therapy, E-lastic Fit, Hilab e VITA.

A Cor.Sync Point of Care é uma solução completa para diagnóstico rápido e preciso de infarto, idealizada para ser usada no atendimento de emergência hospitalar. Trata-se de um dispositivo de mesa, que traz resultados de troponina com precisão laboratorial em menos de 10 minutos, além de uma plataforma de auxílio à decisão clínica. “Consideramos a Cor.Sync Point of Care uma solução muito relevante e inovadora para o tratamento de um dos problemas com maior incidência nos prontos socorros brasileiros e que resulta com grande frequência em sequelas graves ou mortes”, afirma Antonio Carlos Valente, presidente da fundação everis Brasil.

Ao vencer o VI Empreenda Saúde, a Cor.Sync Point of Care recebeu o valor de R$ 50 mil, além de um pacote de serviços de mentoring oferecido pela everis Brasil, a ser realizado em plataforma digital, de natureza gratuita e duração máxima de três meses. Agora, a startup brasileira participará da final dos prêmios everis global, no final de novembro, e concorrerá a um prêmio adicional de 60 mil euros, aportado pela fundação everis da Espanha; e da everis talent week, que será realizada no primeiro semestre de 2021.

O Empreenda Saúde foi criado para apoiar e promover o empreendedorismo nesse setor, contribuindo para a melhoria das práticas, processos, tecnologias e métodos de gestão no setor de saúde. Nessa sexta edição, a premiação contou com a inscrição de 159 projetos válidos de todo o Brasil, que atenderam 100% o regulamento. Em sua sexta edição, a premiação contou com o apoio do InovaHC, bem como de seus dois núcleos de inovação associados, o InovaInCor e CITIC; e de dois novos parceiros - a Câmara Oficial Espanhola de Comércio e a TekCapital, empresa de investimentos em tecnologia IP.

“Vemos a cada edição do Empreenda Saúde o amadurecimento das soluções desenvolvidas por startups e profissionais liberais para o setor de saúde. As iniciativas que avaliamos são inovadoras e muito promissoras, o que nos deixa extremamente felizes por termos dado a oportunidade a estes empreendedores de mostrarem suas soluções para os profissionais da everis, nossos parceiros e influenciadores importantes do setor de saúde nacional”, ressalta Valente.

Para Raul de Macedo, CEO da Cor.Sync, ganhar o Empreenda Saúde 2020 é o reconhecimento de um trabalho sério e focado na busca por uma solução capaz de ajudar as emergências hospitalares a atenderem mais rápido e melhor os pacientes com suspeita de infarto. “Estamos muito felizes e orgulhosos pela conquista deste prêmio e pela oportunidade de apresentarmos nossa solução para profissionais atuantes no mercado e empresas do setor, que podem se beneficiar com ela. Além disso, estamos animados e ansiosos por podermos representar a criatividade e eficiência das startups brasileiras nos eventos de premiação global globais da everis”, comemora Macedo.

Os projetos da edição Empreenda Saúde 2020 tiveram de se adequar às seguintes categorias:

  • Desospitalização e monitoramento – por promoverem controle, comunicação ou interface de informação com o paciente, de forma a promover uma menor utilização do ambiente hospitalar, privilegiando sempre a segurança do paciente e o suporte assistencial;
  • Capacitação, treinamento e educação em saúde - soluções tecnológicas emergentes que promovem disseminação de conteúdo, engajamento, treinamento e acesso a conhecimento para pacientes e profissionais do segmento da saúde. Elas devem ser lúdicas ou simularem o ambiente de trabalho para uma aprendizagem rápida e eficaz;
  • Segurança hospitalar - tecnologias que identificam e alertam sobre situações, locais e ações de risco dentro do ambiente hospitalar;
  • Suporte ao atendimento hospitalar – propostas tecnológicas que permitem melhorar a interação dentro do ambiente hospitalar entre os vários envolvidos, seja nos processos administrativos, assistenciais ou comunicativos;
  • Segurança direcionada à saúde coletiva - tecnologias que permitem identificar e alertar situações que ofereçam risco à saúde da coletividade, a fim de evitar a sua disseminação;
  • Medicina preventiva e saúde mental - soluções digitais emergentes de promoção, prevenção e engajamento do indivíduo às ações e programas de manutenção e beneficiamento da saúde física e mental.

O Empreenda Saúde hoje é uma referência de inovação e empreendedorismo no mercado nacional. Para se ter uma ideia de sua relevância entre as startups inovadoras que se destacaram em edições anteriores estão: Epistemic, com solução para detecção antecipada de surtos epiléticos; Fófuuu, software para tratamentos de fonoaudiologia; Phelcom, retinógrafo portátil; Nuclearis, sistema baseado em medicina nuclear; e a Neurobots, que criou um exoesqueleto controlado pelo cérebro, que ajuda na recuperação de pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais (AVCs). Estas startups ganharam outros prêmios e conseguiram aportes de importantes players do mercado.