Insurtechs
Insurtechs, gigantes de TI e a indústria de seguros: um novo ecossistema digital
terça-feira, 11 Julho, 2017

O advento de novas tecnologias disruptivas, como a Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial, entre outras, está mudando o cenário de seguros de forma determinante. As seguradoras já não são protagonistas exclusivas e têm se deparado com novos players que chegaram para ficar nesse mercado: as gigantes da tecnologia, entre elas, Facebook, Google e Amazon; e as insurtechs, startups eminentes no setor que possuem estruturas de baixo custo e modelos de negócio inovadores.

 

Para se ter uma visão geral sobre as principais tendências e desafios que emergem desse novo cenário, a everis destaca, entre os focos de inovação disruptiva identificados, os novos modelos de negócios, novas relações com clientes, novas maneiras de precificar e novos produtos, com uso de tecnologia digital e Big Data. Nesse sentido, são muitas as oportunidades no mercado, como a internet das coisas e seus dispositivos, com infinitas possibilidades na saúde, residências e veículos; seguros customizados; seguros por uso, redução de riscos por meio de aprendizado (algoritmos avançados e inteligência artificial) etc.

 

As startups têm explorado muito bem esses nichos e o mercado de insurtechs vive seu verdadeiro auge de investimentos. Entre 2013 e 2015, os aportes aumentaram 7,5 vezes, alcançando o montante global de US$ 3,1 bilhões. Ao mesmo tempo em que as startups conquistam uma fatia cada vez maior do mercado, empresas como Google, Apple, entre outras, sabem muito bem o valor exponencial do volume de dados que possuem e estão monetizando-o em prol de novas soluções para o mercado segurador.

 

Nesse contexto, as seguradoras devem estar cientes da imensa expertise que possuem no setor e aliá-la a um novo modo de vender e gerir seguros. Contar com parceiros tecnológicos estratégicos é fundamental para identificar e potencializar as oportunidades de negócios e acelerar seus processos de inovação.