everis
everis está a desenvolver a Plataforma da NATO que lança as bases para serviços, aplicações e agilidade
Quinta, 16 Julho, 2020

Foi atribuído um contrato no valor de 10,4 milhões de euros à everis pela Agência de Informação e Comunicações da NATO (NCI).

O contrato cobre a Fase 1 da Arquitetura Orientada a Serviços e da Gestão de Identidades e Acessos de duas fases, a qual fornecerá serviços comuns de middleware para serem utilizados nas aplicações. Os trabalhos na Fase 1 tiveram início a 6 de janeiro de 2020 e esperam-se que estejam concluídos em 2021.

"A plataforma desenvolvida através deste contrato irá assegurar que as aplicações e os serviços empresariais no ecossistema da NATO sejam capazes de responder de forma eficiente e eficaz às necessidades operacionais da NATO", afirma Pierre Pradier, Chief of Core Enterprise Services na Agência NCI.

A everis fornece uma variedade de serviços ao abrigo do contrato, incluindo serviços de integração, identidade e segurança, gestão de serviços e serviços de alojamento da plataforma. Entre muitos benefícios, os serviços prestados ao abrigo do contrato farão com que o desenvolvimento de aplicações seja mais simples, barato e rápido.

O desenvolvimento da plataforma, que começou no início de Janeiro numa fase inicial, está a ser feito com as mais recentes tecnologias disponíveis no mercado, utilizando os microserviços como principal técnica de construção inovadora, bem como os padrões tecnológicos mais avançados.

Com esta abordagem, a NATO será capaz de interoperar, proteger e desenvolver as aplicações existentes, construindo novas aplicações de uma forma mais eficiente, homogénea e ágil, muito mais em linha com as atuais capacidades digitais que as aplicações modernas oferecem (TI sem complicações, disponibilidade de funcionalidades em qualquer altura e através de qualquer canal ou dispositivo, resposta rápida às mudanças e resistência avançada, entre outras).

Alberto Pizarro, Executive Partner of Technology and Advanced Solutions na everis, afirma: "Este projeto (tecnologicamente) revolucionário em que já estamos a trabalhar representa um passo em frente para a NATO, tendo em conta as novas capacidades proporcionadas por esta plataforma que lhes permitirão focar-se na lógica empresarial devido ao domínio cruzado, melhorando os seus processos e dando melhores soluções às suas unidades de negócio".

Por outro lado, Paul Howland, Polaris Programme Manager na Agência NCI, explica que: "Este projeto será capaz de mudar a forma como a NATO desenvolve e implementa os seus serviços operacionais no futuro. Irá impulsionar a inovação e reduzir os custos operacionais, garantindo uma reutilização muito maior dos recursos."

José Luis del Amo, Business Partner NATO da everis, afirma que "Este projeto representa um desafio muito interessante para a everis, pois estaremos a trabalhar com a Agência NCI num dos principais projetos relacionados com o processo de transformação digital da NATO"

Este projeto é um dos quatro projetos centrais do programa Polaris, a prioridade da Agência a seguir ao apoio às operações. O foco do Polaris é consolidar a infraestrutura de TI da NATO, para poder ser gerida de forma centralizada, e modernizá-la para abrir caminho a novas formas de trabalho. O programa engloba esforços para melhorar a segurança, principalmente para uma força de trabalho que está mais dinâmica do que nunca.